Aeroviários de Guarulhos realiza Ação Coletiva sobre Correção do FGTS

Destaque na imprensa, a Ação Direta de Inconstitucionalidade – ADI 5090, é uma solicitação que busca a correção monetária do FGTS.

Entenda o caso

A lei em vigor diz que o saldo das contas vinculadas do FGTS precisa ser corrigido pela TR, Taxa Referencial, atualmente zerada, mais um juro de 3% ao ano.

Isso que dizer que o índice, desde 1999, está abaixo da inflação, dessa maneira fazendo que o dinheiro da trabalhadora e trabalhador seja corroído nesse período.

Diversas entidades entraram com ação coletiva para garantir, ao seus associados, a correção do FGTS.

O sindicato dos Aeroviários, até então, estava aguardando decisão do STF sobre o tema, mas, como o tema foi retirado da pauta pelo ministro Luiz Fux, a direção do SINDIGRU, junto com a Sociedade de Advogados Adriana Ribeiro, decidiu entrar com a ação coletiva para resguardar os direitos de seus trabalhadores.

Como, ainda, estamos vivendo em pandemia, a entidade optou-se em realizar assembleia online, mecanismo utilizado durante todo esse período, para que as trabalhadoras e trabalhadores optem pela sua inclusão ou não na ação coletiva.

Gostou? Confira a matéria do SINDIGRU aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *